sábado, 12 de janeiro de 2013

Processo Judicial

O cliente telefona para a central de atendimento da prestadora de serviços tentando solucionar um problema. Furioso, ele diz ao atendente tudo que sente vontade, incorrendo em ofensa, injúria, preconceito e difamação, e faz toda sorte de ameaças aos funcionários da companhia, afirmando que vai dar porrada, quebrar tudo e matar algumas pessoas. Em seguida, ele pede o protocolo do atendimento e solicita a gravação da conversa, informando ao atendente que usará a gravação em processo judicial contra a empresa.

Será que o cliente furioso vai editar o áudio da gravação, tentando esconder do juiz todas as suas declarações, ou assumirá a responsabilidade por tudo que disse?


Dica do Operador:
Para seu bem ou para o bem da empresa, todos os telefonemas de Call Center são realmente gravados.



Nenhum comentário:

Postar um comentário