quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Roupas e Perfumes

O ambiente de trabalho em call center costuma ser propício ao estilo de roupa casual, informal, mas isso não significa que as pessoas podem trabalhar vestidas de qualquer jeito, tanto é que as empresas adotam regulamentos internos para o vestuário - calça comprida, camisa e sapato ou tênis para homens e roupas “bem comportadas” para as mulheres.

Seguir o regulamento evita constrangimentos e contratempos, como ser chamado à atenção ou até ser proibido de entrar na empresa e sofrer desconto no salário referente ao dia de trabalho perdido. Além disso, a roupa adequada demonstra compromisso, seriedade e objetividade, indicando que a pessoa sabe claramente onde está e porque está naquele lugar.

Quanto ao uso de perfume, basta lembrar que o ambiente corporativo é um espaço comum a muitas pessoas. Algumas são alérgicas a certos produtos, outras não gostam de determinadas fragrâncias e ninguém precisa (nem deve) perder a elegância usando perfumes que incomodam os colegas.

No local de trabalho, o argumento de escolher perfumes e roupas para demonstrar personalidade e atitude não funciona, pois isso se mostra na postura profissional e na qualidade do serviço efetuado, não em adornos. Portanto, o melhor a fazer é tomar banho de bom senso e escolher roupas adequadas ao regulamento da empresa e não usar perfume ou, no máximo, usar fragrâncias discretas, suaves, nada invasivas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário